Aurora Boreal na Islândia
Islândia

Aurora Boreal na Islândia

O motivo de toda a viagem e um fenômeno natural que intriga todo mundo. Acho que não existe uma pessoa que não sonhe em ver de perto uma Aurora Boreal, não é? Como eu disse aqui, desde o meio do ano passado eu venho pesquisando muito sobre a melhor época para se ver as luzes, melhor lugar, lua, tempestade solar e um monte de outros detalhes… Depois eu e o André passamos a pesquisar muito, muito, muito sobre as melhores formas de se tirar fotos da Aurora Boreal, compramos vários ítens indispensáveis para a câmera e depois foi hora do maridão começar a fazer testes à noite, tudo para garantir que pelo menos uma foto saísse boa. Isso tudo é muito importante pra quem quer ter sucesso numa viagem com esse motivo. Vou falar melhor sobre tudo isso daqui a pouco. Nós vimos as luzes em um parque bem perto do centro de Reykjavík.

 

islandia-aurora-boreal-northern-lights-iceland-4

 

 

O que é a Aurora Boreal e qual é a melhor época para ver as luzes?

O fenômeno também pode ser chamado de Aurora Austral, quando acontece na região polar sul do planeta. No nosso caso foi realmente Boreal, por ser bem ao norte. Ambos são fenômenos que acontecem nas regiões polares e podem ser visualizados a olho nu na parte da noite. Estas luzes, quase sempre esverdeadas/amarelas (e raramente, somente quando muito fortes, vermelhas/rosas), ocorrem em função do contato dos ventos solares com o campo magnético da Terra. Elas podem aparecer como pontos luminosos, faixas no sentido horizontal ou circulas e sempre alinhadas ao campo magnético terrestre. Segundo o dono da excursão, se é possível ver as estrelas, é possível ver as luzes, pois o céu tem que estar muito limpo e sem nuvens.

Os melhores meses para se ver as luzes são Setembro, Outubro, Fevereiro e Março, mas é preciso observar a fase da Lua na data escolhida para a viagem. É possível dar sorte e conseguir vê-las com a Lua cheia, mas é muito difícil, exatamente porque as luzes só ficam visíveis em lugares com pouca ou nenhuma luz. Para se ter uma chance mais alta, é preciso ir para longe das cidades, fugindo de qualquer quantidade abundante de luz artificial.

 

Leia + Islândia: Glacier Walk + Jokulsarlon

 

islandia-aurora-boreal-northern-lights-iceland

O que se vê nas fotos da Aurora Boreal é o que acontece a olho nu?

Isso eu faço questão de dizer aqui, porque em nenhum lugar eu li isso e acabei ficando um pouquinho decepcionada na hora. A resposta dessa pergunta é: NÃO! A câmera capta uma cor muito mais forte do que a cor que vemos lá na hora, porque para conseguir uma foto boa, é preciso usar a longa exposição da lente, o que faz com que as cores fiquem bem mais fortes. No dia que nós vimos, ela estava fraca, só um traço grosso horizontal com um círculo no meio, uma luz leve esverdeada no céu que às vezes ficava forte, às vezes praticamente sumia. Nas fotos, aparece uma luz muito forte bem verdinha. Mas de qualquer forma, as luzes ficam “dançando” no céu e é algo bem legal de se ver de perto… Menos um ítem na nossa bucket list! No dia seguinte disseram que as luzes foram muito fortes, mas nós perdemos. Quem sabe no ano que vem a gente não consiga ver melhor, né? 😉

Como tirar uma foto boa da Aurora Boreal?

Fora uma câmera boa, é preciso ter um tripé muito bom – ele tem que aguentar o vento forte e segurar bem a câmera. Não pode mexer absolutamente nada -, não se pode usar nenhum tipo de filtro na lente e o ideal é ter um “shutter remote release” para acionar a câmera sem que ela mexa. O ISO utilizado foi 800, abertura 3.5 e o tempo de exposição variou entre 1 e 3 minutos. Algumas pessoas que foram na excursão no mesmo dia que a gente, acabaram ficando frustradas por não conseguirem tirar fotos… Nenhum deles tinha tripé, não usaram a longa exposição e o que conseguiram foi um borrão esverdeado de leve nas fotos. E pra variar, nós não tiramos foto nossa com a Aurora ao fundo. Mais uma coisa que fica pro ano que vem. 🙁

 

islandia-aurora-boreal-northern-lights-iceland-2

 

Melhores países para se ver a Aurora Boreal:

Islândia, Noruega, Suécia, Finalândia, Canadá e Alasca (todos em cidades mais ao norte do país, raramente em sua capital, como é o caso da Islândia).

 

Leia + Islândia: South Shore

 

Dicas:

Um detalhe importante é: vá muito bem vestido! Normalmente, por acontecer em locais nos extremos do planeta, no inverno e em partes isoladas e abertas das cidades, o frio pode ser bem forte e pode acabar estragando a sua experiência. Use várias camadas e roupas à prova de vento. Eu fui com 4 blusas de frio + um casacão à prova de neve e vento e 3 calças + uma calça de ski grossa à prova de neve e vento também. Duas luvas e duas meias são aconselháveis.

Outra dica: tenha paciência e procure ficar pelo menos uma semana no país escolhido. Ver as luzes nunca é algo garantido, por mais que se pesquise e se prepare. Tudo depende da luz e das nuvens, coisas que podem mudar de uma hora para a outra.

 

Nossa experiência:

Apesar de ter ficado um pouco decepcionada por ter visto as luzes um pouco fracas, foi muito legal presenciar um fenômeno desses. É diferente de tudo o que a gente imagina e eu nunca tinha visto tantas estrelas no céu de uma vez só! Quando nós chegamos no local, eu fiquei de boca aberta com o tanto de pontinhos brilhantes. Uma experiência única e incrível!

Nós fizemos a excursão com a empresa GTI (Gateway Iceland). Quem dirige a van é o dono da empresa, que sabe tudo sobre a Aurora Boreal e ainda ajuda as pessoas na hora de tirar as fotos. São poucas pessoas e ele ainda foi a um local bem isolado, que só mais uma van tinha “descoberto”, então não tivemos que lutar com mais 100 pessoas por um lugarzinho bom pra tirar fotos. Fora isso tudo, eles só saem se as chances de ver as luzes forem boas e caso não seja possível ver nada no céu, eles te levam de novo em algum outro dia de graça.

*Todas as fotos foram tiradas pelo André, que teve a paciência de esperar uns 5 minutos pra cada foto sair*

 

islandia-aurora-boreal-northern-lights-iceland-3 copy

HOTEL NA ISLÂNDIA

CenterHotel Klöpp

Hotel muito, muito, muito bom! Mega bem localizado bem no centro da cidade e a 5 minutos da Igreja. Dizem que dependendo da força, dá até pra ver a Aurora Boreal da janela do quarto (e eles te avisam caso isso aconteça e você permita o aviso). Todo novinho, quartos grandes e confortáveis e o café da manhã era muito bom. O atendimento foi excelente – acho que em um dos posts eu comentei que esqueci meu celular em cima da mesa do café e eles guardaram tudo direitinho. Assim que eu cheguei a menina já sabia que era meu até 🙂

Recomendadíssimo e na época ainda era o hotel mais barato (por uma semana, nós pagamos cerca de £200).

 

OUTROS POSTS SOBRE A ISLÂNDIA:

– Reykjavik
– Aurora Boreal na Islândia
– Golden Circle
– South Shore (Seljalandsfoss, Skógafoss, Vík, Fjaðrárgljúfur)
– Skaftafell Glacier Walk + Jökulsárlón
– Dirigindo na Islândia
Dicas e curiosidades
– Islândia – Lava Cave + Blue Lagoon

Veja também

Islândia – Dicas e Curiosidades

Dirigindo na Islândia

Islândia – Glacier Walk + Jökulsárlón

Islândia – South Shore (Seljalandsfoss, Skógafoss, Vík)

Islândia – Golden Circle

Disqus shortname is required. Please click on me and enter it

17 Comments

  1. gabigeraldine

    Lindo! Não gosto de frio, mas meu sonho é conhecer a Islândia. Vai entender rs

    27/03/2013 Responder
    • Luiza Ferrari

      Lá não é tão frio assim quanto a gente imagina e de qualquer forma, vale muito a pena o “esforço”! 😉

      27/03/2013 Responder
  2. ana

    essas roupas de frio,casaco e tals,dá pra comprar em londres tranquilo antes de chegar lá??

    25/04/2013 Responder
    • Luiza Ferrari

      Dá sim, Ana. Nós compramos em uma loja chamada Mountain Warehouse, mas existem várias especializadas nesse tipo de roupa (Sports Direct, Cotswold Outdoor, etc).

      26/04/2013 Responder
  3. Luisa

    Oi,Luiza, somos xarás! :)Muito legal seu blog, sou casada com um inglês, mas por enquanto moramos no Brasil.Gostei muito de ler sobre seu cotidiano.Parabéns pelo blog.

    15/11/2013 Responder
    • Luiza Ferrari

      Oi, xará 😉
      Obrigada pelos elogios.
      Não acho que você vá precisar, mas caso tenha alguma dúvida é só me escrever.
      Bjinhos

      15/11/2013 Responder
  4. Cecilia

    Oi Luiza! tudo bem com vc? Vou para Londres em setembro e quero ir para a Islândia alguns dias. Li todos os seus posts…. são ótimos…. fiquei com duas dúvidas: todos os pontos que você fez com a excursão podem ser feitos facilmente com o carro alugado? os pernoites foram todos na capital?

    11/03/2014 Responder
    • Luiza Ferrari

      Oi, Cecilia.
      Qualquer ponto da Islândia é facilmente alcançado com carro alugado. A estrada é uma só, então é bem tranquilo de se achar tudo… Só prestar atenção nas placas ao lado da estrada pra entrar certinho.
      Por falta de conhecimento, nós ficamos só em Reykjavík mesmo. O ideal é que você tente ficar em hotéis pelo caminho que deseja fazer, para não ter que ir e voltar todo dia (claro, depende do número de dias que você vai ter para explorar o país).
      Um abraço.

      12/03/2014 Responder

LEAVE A COMMENT