Islândia – Lava Cave + Blue Lagoon
Islândia

Islândia – Lava Cave + Blue Lagoon

A entrada da caverna é esse buraquinho na parte inferior da foto!
A entrada da caverna é esse buraquinho na parte inferior da foto!

 

Mais uma excursão e dessa vez, a idéia de entrar em um vulcão partiu do André… Eu não gostei nem da idéia e nem da prática – pelo menos não dessa parte inicial! A primeira parte da excursão é basicamente entrar em uma caverna de lava mega apertada (só de ver a entrada eu já entrei em pânico), não muito interessante, tendo que andar ajoelhado nas pedras, se espremendo pelo caminho e pra piorar, como estava cheio de gelo nas pedras, ainda tinha que tomar o maior cuidado pra não escorregar feio! Eu não sou adepta de coisas radicais, sou meio claustrofóbica e muito desajeitada, além de não estar em forma, então nos primeiros cinco minutos eu já me desesperei e cada vez que ajoelhava, custava a ficar de pé de novo. Sim, eu pareço uma velha de 80 anos e odiei cada minuto dessa experiência (até um dos guias ficava me dizendo que a melhor parte era sair da caverna, veja bem!). A coisa mais legal lá dentro era a carcaça de uma ovelha que chegou em um ponto sem saída da caverna e derreteu com a lava. Não recomendo, até por não ser nada interessante ou cheio de história e tudo mais e a única coisa que me deu foi um monte de roxos espalhados pelas pernas.

 

A caverna – a única foto que achei foi essa, que é da única parte não-apertada! Foto do site da excursão.

 

Graças a Deus que a segunda parte da excursão consistiu em simplesmente relaxar! Ficamos durante 4 horas só boiando na água quentinha da Blue Lagoon, uma das várias piscinas termais em Reykjavík, mas a mais famosa e cara bonita de todas. E é nela que eu vou concentrar o post.

 

A parte da entrada da Blue Lagoon, onde não é permitido nadar.
A parte da entrada da Blue Lagoon, onde não é permitido nadar.

 

Leia + Aurora Boreal na Islândia

 

A Blue Lagoon é um spa geotermal e uma das atrações mais visitadas da Islândia. As águas quentes da lagoa são ricas em minerais como a silica e enxofre, e dizem que se banhar lá pode ajudar às pessoas que sofrem doenças de pele (pensando nisso, a experiência se torna até um pouquinho nojenta, né?). A água é renovada a cada 40 horas e sua temperatura fica entre 37 e 39°C.

 

O lugar parece até mágico com essa fumaça toda subindo!
O lugar parece até mágico com essa fumaça toda subindo!

 

O spa fica localizado em um campo de lava em Grindavík, na Peninsula de Reykjanes, a cerca de 40 minutos de Reykjavík e 20 minutos do aeroporto de Keflavík. Muitas pessoas costumam relaxar na Blue Lagoon antes de pegar o vôo de volta pra casa.

Chegando, você escolhe entre as várias opções de pacotes para passar o dia, opta por alugar ou não toalhas, roupões, chinelos e já paga na recepção mesmo. O pacote básico sem nenhum aluguel extra, fica em 33 Euros durante o inverno, a primavera e o outono e em 40 Euros no verão. Lá, eles te dão o que você escolheu alugar e uma pulseira que deve ficar com você o tempo inteiro, pois qualquer coisa comprada no espaço da lagoa, tem que ser pago com ela, como se fosse uma comanda de bar. Na saída, eles escaneiam a pulseira e você paga pelo que consumiu. Não existe limite de tempo, então você pode chegar quando a lagoa abre e sair de noite, quando tudo fecha.

 

Nós dois felizes da vida boiando na piscina quentinha em plena Segunda-feira 17:00h :)
Nós dois felizes da vida boiando na piscina quentinha em plena Segunda-feira 17:00h 🙂

 

A entrada pode ser um pouco confusa, então vou tentar explicar aqui direitinho como é. Primeiro, você entra no vestiário, tira todas as várias camadas de roupa e guarda em um dos armários (lá pra baixo vou mostrar como travar e destravá-los). Depois, é exigido que todos os banhistas tomem banho sem biquini nem nada, antes de entrar na lagoa – na verdade, essa exigência existe para qualquer piscina pública. Eles disponibilizam o sabonete e shampoo dentro das cabines. Aí sim é hora de colocar a roupa de banho e entrar na água quentinha!

 

blue-lagoon-islandia-iceland-4

 

Na extremidade contrária à da entrada na piscina, existem alguns bancos e alguns potes cheios de silica. Todo mundo se lota da máscara branca na cara e nos ombros e ficam boiando parecendo fantasmas, mas na verdade, ela só deve ser utilizada por quem tem pele seca. A promessa é de que a silica deixe a pele macia e hidratada, mas cuidado: não deixe a massa entrar em contato com os cabelos, ou vai demorar dias até que ele pare de ficar extremamente seco. Na verdade, não recomendam molhar os cabelos na água e até dão a dica de prender bem para o alto, exatamente por esse motivo.

 

silica-blue-lagoon-islandia-iceland

 

É uma delícia boiar nas águas quentinhas, mesmo fazendo um frio danado do lado de fora. Na verdade a água é tão quente, que eu fiquei morrendo de calor e fazia questão de levantar pra pegar um ventinho fresco de vez em quando. Na hora de entrar e sair da água, eu recomendo utilizar a parte fechada, porque andar no frio depois de sair do quente, é uma tarefa dura! É gostoso também pisar no fundo da piscina que parece gelatina, pois fica cheio de silica. No fim, na hora de tomar banho pra ir embora, além de shampoo e sabonete, nos vestiários também existem secadores de cabelo, potinhos cheios de algodão e cotonetes.

 

Leia + Islândia: dicas e curiosidades

 

blue-lagoon-islandia-iceland-5

 

Agora a pulseira mágica + os armários:

Você escolhe o armário que vai usar (claro que tem que ser algum que esteja destravado e aberto), coloca as coisas lá dentro e fecha a portinha. Depois disso, encosta a parte cinza da pulseira no sensor da foto abaixo e pronto, quando aparecer o número do armário na tela, é porque a porta foi travada. Para destravar, é só encostar de novo e quando aparecer o número, pronto!

 

Só encostar a pulseira no sensor e pronto!
Só encostar a pulseira no sensor e pronto!

 

Aí é pegar as coisas e bye bye, Blue Lagoon 🙁

 

blue-lagoon-islandia-iceland-7

 

A excursão inteira e todos os guias e transportes, foram feitos pela empresa Extreme Iceland.

 

HOTEL NA ISLÂNDIA

CenterHotel Klöpp

Hotel muito, muito, muito bom! Mega bem localizado bem no centro da cidade e a 5 minutos da Igreja. Dizem que dependendo da força, dá até pra ver a Aurora Boreal da janela do quarto (e eles te avisam caso isso aconteça e você permita o aviso). Todo novinho, quartos grandes e confortáveis e o café da manhã era muito bom. O atendimento foi excelente – acho que em um dos posts eu comentei que esqueci meu celular em cima da mesa do café e eles guardaram tudo direitinho. Assim que eu cheguei a menina já sabia que era meu até 🙂

Recomendadíssimo e na época ainda era o hotel mais barato (por uma semana, nós pagamos cerca de £200).

 

OUTROS POSTS SOBRE A ISLÂNDIA:

– Reykjavik
– Aurora Boreal na Islândia
– Golden Circle
– South Shore (Seljalandsfoss, Skógafoss, Vík, Fjaðrárgljúfur)
– Skaftafell Glacier Walk + Jökulsárlón
– Dirigindo na Islândia
Dicas e curiosidades
– Islândia – Lava Cave + Blue Lagoon

Veja também

Islândia – Dicas e Curiosidades

Dirigindo na Islândia

Islândia – Glacier Walk + Jökulsárlón

Islândia – South Shore (Seljalandsfoss, Skógafoss, Vík)

Islândia – Golden Circle

Disqus shortname is required. Please click on me and enter it

03 Comments

  1. Ana

    Oi! Estou indo pra Islândia esse mês e queria saber por qual serviço vc fez a excursão do lava cave! Pq os que eu achei não era na msm lava cave!
    Obrigada!

    08/04/2014 Responder
    • Luiza Ferrari

      Oi Ana,

      o nome da empresa e o link estão no fim do post.
      O nome da excursão no site era Lava Cave and Blue Lagoon mesmo. 🙂

      08/04/2014 Responder

LEAVE A COMMENT