O Encontro Entre Uma Sedentária e Uma Montanha no Interior da Romênia
Reflexões Romênia

O Encontro Entre Uma Sedentária e Uma Montanha no Interior da Romênia

Se tem alguém que me conhece ou que acompanha o blog lendo isso, já sabe bem que quem vos escreve é uma sedentária de marca maior. Já contei no post sobre a Islândia – Lava Cave + Blue Lagoon que eu quase enfartei fazendo uma caminhada por uma montanha de lava, fora as várias vezes que me machuquei fazendo nada (além de sedentária, ainda sou desengonçada. Combinação infernal! :p). Aí eu te pergunto: dá pra me imaginar escalando uma montanha? Nem eu conseguia, mas resolvi aceitar o desafio… Se valeu à pena ou não, a gente descobre agora.

 

subida-ceahlau-moutain-romania
Isso ainda no começo do percurso.

 

Para poder fazer a escalada na Ceahlău Mountain, nós nos mudamos para a cidade de Durău e ficamos hospedados no Bistrița Hotel from Durău, que ficava bem no pé da montanha. Eu não sabia disso até agora, mas esse hotel foi o responsável por algumas atividades bem legais que eu vou contar mais tarde.

 

topo-ceahlau-moutain-romania-3

 

Sabendo do meu histórico e preocupado por eu ir fazer isso sozinha, o André insistiu muito e acabou fazendo um seguro-viagem pra mim! Eu fiquei brava na hora, mas confesso que em vários momentos durante a escalada, eu pensei que teria que fazer uso dele – pelo menos durante as várias vezes que eu escorreguei e caí ou que distendi o músculo da coxa. A ida e a volta já aconteceram há uma semana e eu ainda me lembro dela cada vez que tento esticar as pernas e os pés!

 

Durante a subida...
Durante a subida…

 

E lá fomos nós… Recebemos instruções de que a subida demoraria em média 5 horas (eram 8km e o topo ficava a 1761m de altura). Eu não tenho noção nenhuma disso, mas mais assustada do que eu já estava, não daria pra ficar. Nos primeiros 10 minutos eu já comecei a perguntar o que diabos eu estava fazendo lá – e já estava morta de cansaço! Algumas pessoas resolveram voltar para o hotel, eu até pensei nisso, mas resolvi continuar. A subida não foi fácil, nem para quem já estava acostumado a esse tipo de atividades. Durante o caminho, acabei conhecendo pessoas que ainda não tinha tido contato e eram muito legais, e isso acabou facilitando um pouquinho o percurso.

 

cachoeira-ceahlau-moutain-romania

 

No meio da subida, vimos uma cachoeira e muitas paisagens de tirar o fôlego – não que precisasse de muito para isso naquele momento. Eu completei o percurso em 4 horas, mas várias pessoas demoraram bem mais… O que me fez feliz, pois eu tinha certeza de que seria uma das últimas a chegar. Foram as 4 horas mais longas da minha vida, mas ao chegar no topo e ver a vista e perceber que eu tinha conseguido chegar lá, fiquei muito contente e orgulhosa. Pra você que está lendo e tem o costume de fazer isso, deve parecer uma bobagem. Pra mim foi realmente um ponto alto de todas as viagens que já fiz e compensou muito todo o esforço! Deu uma sensação tão boa ver o que eu tinha acabado de conseguir fazer… 🙂

 

Vale ou não o esforço por essa vista?
Vale ou não o esforço por essa vista?

 

topo-ceahlau-moutain-romania-5
Esse é o Toaca Peak, onde o pessoal subiu para ver o pôr-do-sol.

 

Lá, nós passamos a noite na pousada Cabana Dochia – e era noite de Superlua! Para ver pôr-do-sol, o pessoal subiu ainda mais até o topo da montanha (chamado Toaca Peak).

 

O hotel onde nós ficamos hospedados.
O hotel onde nós ficamos hospedados.

 

Lá para as 6 horas da manhã, dei uma acordada e vi um pouquinho do nascer-do-sol da janela do quarto e logo logo já era hora de me preparar para a descida… Quem diria, ela seria até mais complicadinha do que a subida. Mas eu consegui, cheguei inteira e sem precisar acionar o seguro feito pelo André – ahá! Eu disse que não ía precisar! :p

 

Pôr-do-sol.
Pôr-do-sol.

topo-sunset-ceahlau-moutain-romania

 

No dia da volta, nós fizemos um passeio de barco por um lago perto do hotel (Lacul Izvorul Muntelui) e jantamos um belo churrasco, muito farto e delicioso com direito até a cordeiro no espeto e fogueira. Me senti quase no Brasil quando o pessoal resolveu jogar futebol… Se eu não estivesse tão quebrada da escalada, com certeza teria me juntado a eles, mesmo sendo uma negação. Isso tudo foi organizado pelo Bistrița Hotel from Durău, que deu toda a atenção à nós e que também organiza esse tipo de atividades para todos os hóspedes que pedem.

 

Lacul-Izvorul-Muntelui

Durante o passeio de barco.
Durante o passeio de barco.

 

Pra quem gosta de aventura e de natureza, fazer hiking nessa montanha e turismo na Romênia que tem uma paisagem tão linda, é uma atividade que eu recomendo muito! Mesmo depois disso tudo, a blogtrip ainda não tinha acabado! Vem mais um post por aí… 🙂

Veja também

72 horas na china sem visto

5 cidades que todo mundo ama… Menos eu!

15 lugares que mais me impressionaram no mundo

Por que todo brasileiro deveria morar no exterior por algum tempo

Seja bem-vindo, 2016!

A Romênia Que Eu Amei Conhecer

Disqus shortname is required. Please click on me and enter it

04 Comments

  1. Andra Nicula (@UnderAndra)

    Valio lá pena, seguro!

    25/09/2014 Responder
  2. Karla

    Oi Luiza,

    Vc ficou de postar sobre a cidadania Italiana a parte feita na Italia. Não estou encontrando aqui no blog. Vc poderia me ajudar?
    Grata

    08/10/2014 Responder
    • Luiza Ferrari

      Karla,

      Meu processo só finalizou hoje, então ainda não escrevi sobre o assunto. Preciso voltar pra casa e atualizar o blog 🙂

      08/10/2014 Responder

LEAVE A COMMENT