O Que Fazer em Oslo, Noruega
Noruega

O Que Fazer em Oslo, Noruega

“Troll” Viking – eles estão espalhados por toda a cidade!
“Troll” Viking – eles estão espalhados por toda a cidade!

 

No último fim de semana – e feriado -, tiramos mais uma folguinha de Londres e fomos viajar. O país escolhido dessa vez, foi a Noruega. A escolha não foi muito “consciente”… Digo isso, porque foi tudo muito sem querer. Em um dia à toa em casa, resolvi fuçar no site da Ryanair e comecei a minha busca como sempre faço, até que cheguei no aeroporto de Oslo. Quando fiz a busca, não acreditei. Não me lembro exatamente, mas a passagem de ida estava custando algo tipo £5,99 e a de volta £8,99. Na mesma hora, liguei para o meu marido (mais conhecido como André) e já compramos as passagens, que ao todo, custaram £50 ida e volta pra nós dois! Foi tudo meio que por impulso e nem pensamos em olhar outros destinos… Nunca havíamos pensado em ir para a Noruega, a terra dos Vikings, mas foi uma viagem surpreendente. Eu achava que não ia ter muito o que fazer em Oslo, mas paguei a língua. Esse post vai ficar grande, mas vou aproveitar pra dar algumas dicas pra quem estiver a fim de conhecer Oslo.

 

Opera House.
Opera House.

 

O André comentou com um amigo, que comentou com outro, e acabamos viajando com mais dois casais. Dividimos um quarto em um hostel, mas passamos pouco tempo lá. O intuito é sempre dormir e descansar pouco, e conhecer MUITA coisa! Como as viagens são sempre curtas, não há tempo a perder! Infelizmente, mesmo conhecendo muita coisa, ainda faltaram dois museus que gostaríamos muito de ter ido, mas faltou um pouquinho de tempo. E isso, porque alguns dias antes de viajar, eu fiquei pensando que era uma besteira gastar um feriado em um lugar que não tinha “nada” pra se fazer… Me enganei feio! Um dia antes resolvi fazer um roteiro, e no fim, não conseguimos ver nem metade do que foi planejado…

 

Museu Fram.
Museu Fram.

 

No primeiro dia (Sábado), visitamos a Opera House, uma construção fantástica no centro da cidade! Logo depois, fomos à Akershus Fortress, um castelo medieval que foi feito para proteger Oslo, e também foi usada como prisão. Bem perto (ou dentro), existe o Akershus Castle, mas já estava fechado quando chegamos. O lugar é lindo e bem grande.

 

Barco Fram.
Barco Fram.

 

No segundo dia (Domingo), resolvemos comprar o Oslo Pass (que também existe em Paris, Londres e em vários outros países). Ele dá acesso gratuito a vários museus e atrações + transporte gratuito + desconto em restaurantes. Pra fazer valer o valor do Oslo Pass, saímos correndo pra visitar o maior número possível de museus. O primeiro, foi um chamado Fram e de longe, foi o mais legal que visitamos! O museu é praticamente um barco… Um barco polar ENORME e o mais famoso do mundo! Ele fica exposto e ocupa quase todo o espaço do lugar. São três andares com várias fotos da expedição feita por ele, assim como artigos encontrados dentro do barco e até uma simulação de como é estar dentro de um barco no mar… Mas o mais legal mesmo é poder subir nele e ir descendo e conhecendo os “quartinhos” onde o povo da expedição dormia, ver o motor do barco e sentir como é estar dentro dele. É uma visita imperdível!

 

Norsk Maritimt Museum.
Norsk Maritimt Museum.

 

Logo depois, fomos ao Norsk Maritimt Museum. Nele, estão expostos vários barcos de todos os tamanhos e é possível assistir a um filme que conta a história da pesca na região, mostra várias cidadezinhas da Noruega e mostra também como era feita a secagem do bacalhau. Na mesma praça onde estavam estes dois museus, tinha um chamado Kon-Tiki, que acabamos não nos interessando muito e nem entramos. Fomos direto ao famoso museu Viking (já que a Naruega é (uma das) terra dos Vikings), o Viking Ship Museum.

 

Viking Ship Museum.
Viking Ship Museum.

 

São três barcos expostos (um muito bem conservado, um em bom estado e outro bem destruído). É um museu pequeno, e meu marido saiu de lá meio decepcionado… Eu, nem me importei, já que nunca fui muito interessada nessas histórias de Vikings. Depois, resolvemos ir ao Museu de História Natural, que na verdade é dividido em dois museus – o de Zoologia e o de Geologia – e um Jardim Botânico. André ama dinossauros e esses entraram para a coleção dele…

 

Maridão feliz vendo os Dinossauros.
Maridão feliz vendo os Dinossauros.

 

Depois de ver muitos fósseis e muitos bichos empalhados, demos uma passada no City Hall, que é a administração e o conselho da cidade e também onde é feita a entrega do prêmio Nobel, mas obviamente estava fechado. Então fomos até o Nobel Peace Center, que é um museu bem sem graça (ainda mais quando se está cansado e nem um pouco a fim de ler/ouvir as histórias contadas nas fotos e videos).

city-hall-oslo
City Hall.
Nobel Peace Center.
Nobel Peace Center.

 

 

 

 

 

 

 

 

Pra fechar o dia, fomos ao Vigeland Park, que é o parque de esculturas feito por um único artista (Gustav Vigeland) mais famoso do mundo. É um parque bonito, as esculturas são interessantes, mas não é nada de outro mundo.

 

Vigeland Park.
Vigeland Park.

 

Infelizmente, não deu tempo de ir ao Ski Museum & Tower, como havíamos planejado inicialmente… Lá no alto, onde fica o museu, existe um simulador de ski, um museu sobre o esporte e uma plataforma em um formato diferente (que pode ser vista lá de baixo da cidade) onde os visitantes podem subir e ter uma vista – que deve ser deslumbrante – dos fjordes e da cidade de Oslo.

 

Jardim Botânico e um céu que parecia de mentira.
Jardim Botânico e um céu que parecia de mentira.

 

No último dia (Segunda-feira), fomos ao Jardim Botânico (aquele que eu falei que fica no Museu de História Natural), mas a estufa com o tal Jardim Perfumado famosíssimo que eu tanto queria ver, estava fechada. Por incrível que pareça, fez muito sol durante nossa estada e principalmente na Segunda, deu até pra deitar no jardim e curtir um calorzinho que há tanto tempo a gente não sabia como era…

 

Nós curtindo o solzão no Jardim Botânico.
Nós curtindo o solzão no Jardim Botânico.

 

Depois, fomos ao Palácio Real ver a troca da guarda, mas quem está acostumado a ver o Palácio de Buckingham e a troca da guarda em Londres, fica frustrado… A troca é rápida e sem todo aquele show que acontece por aqui. Nada de bandas, cavalos ou multidão. O Palácio é pequeno e estava em obras. Para terminar, fizemos um mini cruzeiro de duas horas, que passava por algumas ilhas lindas (ou “fjordes“) da região e ouvimos algumas histórias bem interessantes. O último lugar visitado foi novamente o City Hall, mas dessa vez, conseguimos entrar e ver o salão de entrega do Prêmio Nobel, que é muito bonito.

 

Palácio Real.
Palácio Real.

 

Uma coisa interessante, é que lá o barco é um transporte público, assim como aqui, mas… É muito engraçado ver os “pontos de barco”, que são iguais aos pontos de ônibus! Como nós não andamos neles, não sei como eles são e nem pra onde vão…

 

Ponto de barco.
Ponto de barco.

 

Ah! Lá eles têm o “sol da meia-noite” no verão, ou seja, não escurece! Na Primavera (agora em Maio) já estava começando a escurecer só às 22:00h! Deu pra ver bastante coisa e pra babar muito. É um lugar lindo, tranquilo, limpo e organizado. Com sol então, foi uma delícia andar por lá. Quem for, só precisa se preparar, pois é uma viagem cara! Tudo lá é absurdo (chegamos a pagar cerca de £3,50 em uma garrafinha de água!). Recomendo a visita e já tenho até vontade de voltar lá! Pensei muito nos meus pais e na minha irmã, senti uma saudade enorme e tenho certeza que eles iriam amar Oslo. Quem sabe eu não volto lá com eles, né?!

 

HOTEL EM OSLO

Anker Hostel

Como o nome diz, esse é um hostel. Nós fomos com mais 4 amigos e dividimos um quarto grande com 3 beliches… O motivo foi puramente financeiro, já que qualquer lugar em Oslo é extremamente caro e na época, nenhum de nós tinha muita grana sobrando. O hostel fica bem localizado, mas é preciso pagar extra por lençol e toalha e não oferece café da manhã. A internet só funcionava no saguão. De qualquer forma, o quarto era limpo, o atendimento foi bom e pertinho tinha mercado e alguns restaurantes, então recomendo esse hostel.

Disqus shortname is required. Please click on me and enter it

12 Comments

  1. Vicente Prates

    Gostei desse post. Gostaria de conhecer Oslo, pois tenho uma certa admiração pelos Vikings. A primavera norueguesa parece bem agradável, ao contrário do que deve ser o inverno… rsrs.
    Parabéns pelo post e pelo blog.

    10/05/2012 Responder
  2. Ronni

    Muito bom!! Gostando mto do seu blog!
    Estou indo estudar em Londres e suas dicas são preciosas!

    28/04/2013 Responder
  3. Ronni

    Luiza! Cheguei em Londres e agora estou indo visitar Oslo!
    Claro, montando meu roteiro baseado nas suas dicas!
    Você pode me dizer em qual hostel ficou?
    Obrigado! =)

    12/08/2013 Responder
    • Luiza Ferrari

      Oi, Ronni! Obrigada pelo comentário. Espero que minhas dicas te ajudem 🙂
      Fiquei no Anker Hostel. É bem localizado e básico.
      Um abraço e boa viagem!

      12/08/2013 Responder
  4. ADRIANA DAGNONE NORI

    Ola!!!
    Adorei seu blog!!!
    estou indo para Oslo em setembro…vi que fizeram um pequeno cruzeiro….me interessou.
    Como faço para ir???
    abracos

    17/08/2017 Responder
    • Luiza Ferrari

      Adriana,

      lembro que estava incluso no Oslo Pass e que saía desse ponto de barco que coloquei a foto, mas não sei te dizer mais detalhes. 🙁

      03/09/2017 Responder

LEAVE A COMMENT