8 coisas para fazer em Reykjavik, capital da Islândia
Islândia

8 coisas para fazer em Reykjavik, capital da Islândia

Primeiro de tudo: Reykjavík se pronuncia “Reiquiavique”. O J por lá ter som de I e isso é uma coisa útil de se saber, já que vários nomes terminam ou começam com “Jökul” (que significa: glacial, glacier). O nome Reykjavík significa “baía fumegante”.

 

O que Fazer em Reykjavik capital da Islândia
A linda vista com as casinhas coloridas e as montanhas branquinhas.

 

Esta é a capital da Islândia, uma cidadezinha cheia de casas coloridas, que mais parece feita de lego. Além de bonita, as pessoas são mega simpáticas e educadas e falam inglês perfeitamente. São apenas 120.000 habitantes – o que corresponde a cerca de 60% da população total da Islândia -, e um dos motivos que fazem dessa cidade, um lugar absolutamente tranquilo e sem violência alguma. Praticamente não se vê carro de polícia pela cidade.

A Islândia já foi eleita o melhor país da Europa para se viver e considerado o terceiro país mais desenvolvido do mundo! No inverno, praticamente não existe luz – são apenas 4 horas de dia – e no verão, não existe noite. Março é a melhor época para visitar o país, já que existe luz até as 20:00 horas e os preços ainda não foram dobrados por causa do verão (alta temporada).

 

Vai viajar? LEMBRE-SE de fazer um bom Seguro Viagem!

Clique AQUI para comparar e encontrar os melhores preços, pague em até 12 vezes no cartão ou com 5% de desconto no boleto. Usando o código LONDONSO5 você ainda ganha mais 5% de desconto. Veja o post sobre Como contratar Seguro Viagem Internacional.

 

Onde se hospedar em Reykjavik

Nós ficamos hospedados num hotel ÓTIMO na cidade, chamado CenterHotel Klöpp e eu não poderia indicar mais! Na rua da igreja famosa da cidade (falo mais sobre ela logo aqui embaixo), bem no centro de Reykjavik. Maravilhoso!

Caso queira outras opções, confira a lista selecionada ou clique AQUI para ver todos os hotéis em Reykjavik:

  • Hotel Phoenix: Este hotel está situado na rua principal de Reykjavík, a Laugavegur, a 250 m a 250 metros do calçadão beira-mar.
  • Hotel Leifur Eiriksson: Situado em frente à Igreja Hallgrimskirkja no centro de Reykjavik.
  • CenterHotel Plaza: O CenterHotel Plaza possui uma localização central na Praça Ingólfstorg no centro histórico de Reykjavik. Fácil acesso a restaurantes, lojas e cultura. O translado para o aeroporto, o Flybus, pára próximo ao hotel.
  • Hotel Ódinsvé: O Hotel Odinsve fica a 400 m da Praça Laekjartorg no centro de Reykjavik e a principal rua comercial de Reykjavik, Laugavegur, fica a apenas 200 m do Odinsve Hotel.
  • Hotel Hilda: O Hilda Hotel está a 350 m do Porto de Reykjavik, onde você encontra passeios de observação de baleias com partidas frequentes. Já os passeios de ônibus pela cidade partem da praça Lækjartorg, a 10 minutos a pé da propriedade.
  • Hotel Frón: Localizado na rua comercial Laugavegur no centro de Reykjavik e a 5 minutos da Igreja Hallgrímskirkja.

 

Leia + Dirigindo na Islândia

 

O que Fazer em Reykjavik
Só o cantinho do lago descongelado, com vários cisnes e patos nadando. Parecia até uma praia, com a parte congelada sendo a areia :p

 

O que Fazer em Reykjavik

 

Nós chegamos pelo aeroporto de Keflavík, que fica a 45km do centro de Reykjavík, mas bem no meio da cidade existe um aeroporto para vôos domésticos ou de curta duração. Para ir até o centro, usamos o serviço FlyBus, que tanto pode te deixar na estação central de ônibus, quanto na porta do seu hotel (o preço fica entre £10 e £14).

Praticamente todas as atrações turísticas e coisas para fazer em Reykjavik, ficam na área central, bem próximas umas das outras. Mesmo o que ficava mais afastado, dava pra ir a pé tranquilamente. São vários museus e pra quem gosta e quer visitar, aconselho entrar neste site. Nós não visitamos nenhum (eu confesso que fiquei curiosa pra visitar o Penis Museum, único museu desse tipo no mundo, mas acabou não dando tempo) e pra quem também não pretende fazer isso, um dia é mais que o suficiente pra visitar a cidade.

 

Igreja Hallgrímskirkja 

A frente da Igreja.
A frente da Igreja.
As costas. Linda em qualquer ângulo!
As costas. Linda em qualquer ângulo!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

A maior igreja da Islândia (74,5 metros) e a sexta mais alta construção, sendo o prédio mais alto de Reykjavík. Por dentro não tinha nada, estava em obras, mas seu exterior é completamente diferente de qualquer outra igreja por aí. Sua forma foi feita para lembrar um vulcão e a noite fica iluminada apenas na ponta por uma luz laranja, que simboliza a lava escorrendo. É possível subir até o topo por 1000ISK (valor de 2018) e ver a linda vista do ponto mais alto da cidade.

 

Sun Voyager (Sólfar)

Sun Voyager e as montanhas ao fundo.
Sun Voyager e as montanhas ao fundo.
Linda vista da baía.
Linda vista da baía.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Reykjavík é cercada pelo mar, e andar pela baía é uma das coisas mais gostosas a se fazer por lá. A vista do mar com as montanhas branquinhas ao fundo (o Mt. Esja), deixa qualquer um impressionado. O Sun Voyager é uma escultura bem diferente e bonita que fica na orla da baía de Reykjavík. Uma criação feita de aço, para lembrar um barco viking.

 

Leia + Islândia: Golden Circle

 

Perlan (The Pearl)

O que Fazer em Reykjavik

 

Prédio construído em 1988, único na Islândia e provavelmente no mundo todo. Uma cúpula de vidro foi construída em cima de seis tanques enormes, onde ficam estocados litros de água quente para aquecer a cidade. Nesta cúpula existe um restaurante, um café e uma plataforma com vistas panorâmicas 360 graus da cidade. O acesso a esta plataforma é grátis. Na verdade, um dos seis tanques não contém água, e sim um museu: o Saga Museum, que mostra figuras vikings feitas de cera. Perto da construção, existe um jardim cheio de coelhinhos fofos (pelo menos nós vimos vários). Fica na Oskjuhlid Hill.

 

Harpa Conference & Concert Centre

O que Fazer em Reykjavik

 

Este prédio relativamente novo – foi lançado oficialmente em Agosto de 2011 -, tem uma fachada um tanto quanto diferente, feita em duas e três dimensões. Na parte sul do prédio, são vistos reflexos da cidade nos vidros, que ficam mudando de cor. Acredito que seja possível entrar para ver como ele é por dentro, mas os dois lerdinhos nem pensaram nisso.

 

Laugavegur

O que Fazer em Reykjavik

 

Esta é a maior e mais antiga rua de compras da cidade. Chamada de “artéria comercial” de Reykjavík, é onde se encontra o Penis Museum (Icelandic Phallological Museum) e onde acontece o Rúntur.

 

Leia + Islândia: Lava Cave + Blue Lagoon

 

O Rúntur

Desse a gente não participou – principalmente porque a tonta aqui estava passando mal -, mas ouvimos do hotel que ficava na rua de baixo. Nas noites de Sexta-feira e de Sábado, os locais têm o costume de ir de bar em bar na região da Rua Laugavegur. A cerveja só foi liberada na Islândia há 24 anos – antes era proibido o seu consumo e para driblar as leis, as pessoas misturavam vodka em refrigerantes e sucos -, mas com esse costume, eles fazem valer a pena o pouco tempo de liberação da bebida. Ficava uma barulhada, gente falando alto, rindo, cantando em karaokê… Mas o bom é que não durava muito. Meia noite / uma da manhã tudo acalmava.

 

Hamborgara Búllan

O que Fazer em Reykjavik

Considerado o melhor hamburger da Islândia. Uma minúscula lanchonete em uma esquina bem em frente à entrada do Old Harbour. Boa dica pra quem quer comer algo gostoso sem gastar muito. O lanche (sanduíche + refrigerante + batata frita) fica 1890ISK. Me conquistou por ter picles à vontade e um autógrafo dos membros da minha banda favorita – Incubus – na parede.

 

Street Art

Bem no centro e na rua do hotel onde nós ficamos (Rua Klapparstíg), existe um cantinho onde os skatistas se encontram que chama bastante a atenção de quem passa. Todas as paredes são cobertas por desenhos malucos e coloridos. Nessa mesma região, várias outras paredes exibem artes com cacos de vidros e outros materiais.

Fora esse pouquinho de coisas, nos meses de verão ainda é possível visitar ilhas próximas de Reykjavík (como a Viðey Island), ver baleias, pinguins e os pássaros islandeses superdiferentes. São vários museus sobre os vikings e sobre a história do país e ainda algumas piscinas geotermais espalhadas na cidade (a mais conhecida se chama Laugardalslaug).

 

Gostaram das opções de coisas a fazer em Reykjavik, a bela capital da Islândia? 😉

 

HOTEL EM REYKJAVIK, CAPITAL DA ISLÂNDIA

CenterHotel Klöpp

Hotel muito, muito, muito bom! Mega bem localizado bem no centro da cidade e a 5 minutos da Igreja. Dizem que dependendo da força, dá até pra ver a Aurora Boreal da janela do quarto (e eles te avisam caso isso aconteça e você permita o aviso). Todo novinho, quartos grandes e confortáveis e o café da manhã era muito bom. O atendimento foi excelente – acho que em um dos posts eu comentei que esqueci meu celular em cima da mesa do café e eles guardaram tudo direitinho. Assim que eu cheguei a menina já sabia que era meu até 🙂

Recomendadíssimo e na época ainda era o hotel mais barato (por uma semana, nós pagamos cerca de £200).

 

 

OUTROS POSTS SOBRE A ISLÂNDIA:

– Aurora Boreal na Islândia
– Islândia Golden Circle: o circuito mais famoso da Islândia
– South Shore (Seljalandsfoss, Skógafoss, Vík, Fjaðrárgljúfur)
– Skaftafell Glacier Walk + Jökulsárlón
– Dirigindo na Islândia
– Dicas e curiosidades
– Islândia – Lava Cave + Blue Lagoon

Veja também

Islândia Dicas e Curiosidades: surpreenda-se

Dirigindo na Islândia: como é e onde alugar carro

Islândia – Glacier Walk + Jökulsárlón

Islândia South Shore (Seljalandsfoss, Skógafoss, Vík)

Islândia Golden Circle: o circuito mais famoso da Islândia

Disqus shortname is required. Please click on me and enter it

21 Comments

  1. Mercia

    Oi Luiza, A Mirella me recomendou seu blog porque perguntei dicas sobre a Islandia. Adorei! Vou colocar nos meus feeds e voltarei mais vezes 🙂
    Vc tem dicas de restaurantes em Reykjavik? Estou indo la no proximo fim de semana (bank holiday) e estou comecando a procurar coisas.
    Beijos!
    Mercia

    24/04/2013 Responder
    • Luiza Ferrari

      Ei, Mercia.
      Infelizmente eu não tenho dicas, pois fiquei 7 dias comendo sanduíche de mercado. Tudo lá era caro e a gente já tinha esgotado a conta! Hahaha.
      Mas na rua Laugavegur tem um monte de restaurantes bonitinhos um do lado do outro. Acho que é onde eles ficam concentrados. A única dica que tenho é a Hamborgara Búllan, que é bem gostosa e baratinha.
      Entre hoje e Sexta eu devo terminar de colocar no ar os posts da Islândia. Se quiser, curte a página do blog no facebook pra ficar sabendo de tudo na hora!
      Espero ter ajudado um pouquinho. 🙂

      24/04/2013 Responder
      • Mercia

        Valeu Luiza! Bom saber de mais uma brasileira nas redondezas! Nao sou muito de sair, mas quem sabe nao nos topamos por Londres algum dia desses!

        Quanto a dica de restaurantes, meus turismos sao meio gastronomicos sempre ja que meu namorado é frances… nao tem como… tenho sempre que olhar lugares turisticos e restaurantes pra fazer uma listinha! depois te falo como foi!

        Bjos

        25/04/2013 Responder
    • Luiza Ferrari

      Ah! Tem outro que chama Vegamót (www.vegamot.is) que é muito bom também! Na região de Laugavegur mesmo. 😉

      24/04/2013 Responder
  2. Samara Medeiros

    Oi Luiza! Primeiro, parabéns pelo blog! Muito completo!!
    Estou olhando para ir à Islândia em dezembro (por enquanto só pesquisando preços e etc) e queria saber em qual mês vocês foram! Tem ideia se início de dezembro já dá pra ver a aurora boreal?!
    Abraços,
    Samara

    28/08/2014 Responder
    • Samara Medeiros

      Na verdade, acabei de ver o outro post só sobre a aurora!! Hehehe
      Vou ler lá!
      Abraços!

      28/08/2014 Responder

LEAVE A COMMENT