Uma semana na Islândia
Islândia

Uma semana na Islândia

uma semana na islândia
Vista do alto de Reykjavík com suas casinhas coloridas e as montanhas cheias de gelo.

 

Como alguns de vocês que acompanharam as fotos pelo Instagram já sabem, nossa última viagem foi passar uma semana na Islândia ou Iceland em inglês (Terra do Gelo). Na minha cabeça, nas poucas vezes em que eu ouvi falar no país, eu sempre o associei à cantora Björk (que sempre vi gente falando que ela é esquimó, então pensava logo em um lugar cheio de iglus), imaginava um país coberto de gelo, branco, sem graça e muito afastado de tudo. Isso até o André me dizer que um dos sonhos de viagem dele era ver a Aurora Boreal. Comecei a pesquisar onde era possível ver aqui na Europa e acabei me deparando com a Islândia. Fui pesquisando mais sobre o país e ficando cada vez mais fascinada… Aí não deu outra: desde o meio do ano passado eu tenho pesquisado a melhor época para ver as luzes, pensado em mil roteiros, em mil coisas. Em Dezembro nós compramos as passagens e reservamos tudo, e aí já começou a ansiedade maluca que eu sentia cada vez que pensava na viagem (fiquei tão ansiosa, que dois dias antes de ir me deu algo parecido com uma gastroenterite bem forte e quase não consegui viajar). Como sempre, parecia tempo demais pra esperar, mas que passou muito rápido e agora eu estou aqui, numa depressão danada já querendo fazer tudo de novo. Nessas horas sempre me lembro dos meus pais me dizendo “o melhor da festa é esperar por ela”, exatamente por eu sempre ter sido extremamente ansiosa com tudo!

 

Leia + Reykjavik, Islândia

 

O país é todo lindo, interessante e diferente de tudo. Cada coisa que a gente via, ficava de boca aberta admirando. Não dá pra cansar de ver as paisagens cheias de montanhas branquinhas de neve, vários campos de lava, vulcões, glaciers, cavalos que mais parecem pôneis e um sol lindo, céu bem azul que não faz parte do nosso dia-a-dia aqui em Londres. Eu sempre digo aqui que gosto mesmo é de viagem diferente, principalmente de lugares cheios de belezas naturais e não gosto tanto assim de viajar pra ver igreja e museu o tempo inteiro, e isso foi o que mais me agradou nessa viagem: vimos apenas uma igreja, que nem parecia com uma e nem pisamos em um museu. Ficamos apenas passeando e babando com a beleza do país e suas inúmeras atrações naturais.

Fora ser lindo, ainda é cheio de lendas e tradições interessantíssimas, como a história de como foi dado o nome Iceland à ilha e o por que de lá ser a terra do gelo – quando na verdade nem é tanto assim – e a Groenlândia (que realmente é coberta de gelo sempre), ser chamada de Greenland (Terra Verde). Segundo um motorista de uma das excursões, um viking chegou nas terras da ilha pela parte dos glaciers (cobertas de gelo) e por este motivo,”inventou” esse nome super original. Depois de algum tempo, um outro viking foi expulso da ilha e ao avistar as terras da Groenlândia e perceber que lá também era tudo cheio de gelo, deu o nome de Greenland para enganar seus companheiros que ficaram na Islândia. Chegou contando que tinha achado uma terra verde e sem gelo só pra pregar uma peça nos outros. Claro que provavelmente não é verdade, mas achei legal a lenda, até porque ninguém entende os nomes meio que trocados das duas ilhas.

Como foi uma viagem relativamente longa e nós vimos e fizemos muita coisa, vou fazer uma série de posts. Assim, consigo dar todos os detalhes e dicas, sem deixar o texto enorme e cansativo. Quero falar tudo bem detalhado, porque pelas minhas pesquisas antes de viajar, percebi que quase não existe material bom e que realmente ajude sobre a Islândia em português. Todo mundo fica apreensivo antes de viajar pra lá, então eu acredito que lendo tudo direitinho, com todas as dicas possíveis e vendo que nada lá é difícil como a gente imagina, vou conseguir fazer com que os próximos visitantes cheguem um pouco mais tranquilos. 😉

 

Leia + Islândia: dicas e curiosidades

 

O primeiro da série é sobre a capital, Reykjavik  e é só clicar para ler.

 

Onde se hospedar em Reykjavik

Nós ficamos hospedados num hotel ÓTIMO na cidade, chamado CenterHotel Klöpp e eu não poderia indicar mais! Na rua da igreja famosa da cidade (falo mais sobre ela logo aqui embaixo), bem no centro de Reykjavik. Maravilhoso!

Caso queira outras opções, confira a lista selecionada:

  • Hotel Phoenix: Este hotel está situado na rua principal de Reykjavík, a Laugavegur, a 250 m a 250 metros do calçadão beira-mar.
  • Hotel Leifur Eiriksson: Situado em frente à Igreja Hallgrimskirkja no centro de Reykjavik.
  • CenterHotel Plaza: O CenterHotel Plaza possui uma localização central na Praça Ingólfstorg no centro histórico de Reykjavik. Fácil acesso a restaurantes, lojas e cultura. O translado para o aeroporto, o Flybus, pára próximo ao hotel.
  • Hotel Ódinsvé: O Hotel Odinsve fica a 400 m da Praça Laekjartorg no centro de Reykjavik e a principal rua comercial de Reykjavik, Laugavegur, fica a apenas 200 m do Odinsve Hotel.
  • Hotel Hilda: O Hilda Hotel está a 350 m do Porto de Reykjavik, onde você encontra passeios de observação de baleias com partidas frequentes. Já os passeios de ônibus pela cidade partem da praça Lækjartorg, a 10 minutos a pé da propriedade.
  • Hotel Frón: Localizado na rua comercial Laugavegur no centro de Reykjavik e a 5 minutos da Igreja Hallgrímskirkja.

 

 

OUTROS POSTS SOBRE A ISLÂNDIA:

– Reykjavik
– Aurora Boreal na Islândia
– Islândia Golden Circle: o circuito mais famoso da Islândia
– South Shore (Seljalandsfoss, Skógafoss, Vík, Fjaðrárgljúfur)
– Skaftafell Glacier Walk + Jökulsárlón
– Dirigindo na Islândia
– Dicas e curiosidades
– Islândia – Lava Cave + Blue Lagoon


VOCÊ PODE GOSTAR

Veja também

Islândia Dicas e Curiosidades: surpreenda-se

Dirigindo na Islândia: como é e onde alugar carro

Islândia – Glacier Walk + Jökulsárlón

Islândia South Shore (Seljalandsfoss, Skógafoss, Vík)

Islândia Golden Circle: o circuito mais famoso da Islândia

Disqus shortname is required. Please click on me and enter it

20 Comments

  1. Lele

    Olá, gostei muito do blog e das dicas!
    Vc poderia estimar o custo da viagem? O quanto custou contando comida, transporte, passeios, etc.
    Estou pensando em ir no começo de março. Alguma dica pra essa época?
    Obrigada!

    30/06/2016 Responder
    • Luiza Ferrari

      Não me lembro mais… A viagem aconteceu em 2013 e muita coisa provavelmente mudou também.
      Como falei nos posts, nós não comemos em restaurantes. Foram apenas sanduíches de mercado que eram mais baratos. Transporte nós alugamos um carro por alguns dias (o valor varia pela época), coloquei o link da empresa nos posts. Os passeios também tem os devidos links nos posts e provavelmente já aumentaram de 3 anos pra cá, então não sei te dizer, tem que olhar nos sites mesmo.
      Nós fomos no início de Março, então tudo que escrevi foi baseado na experiência que tivemos nessa época (são vários textos com muitas dicas aqui no blog).

      05/07/2016 Responder
  2. Ana Paula Andrade

    Oi, Luiza. Vou para a Islândia em agosto/setembro. Você dormiu todas as noites em Reykjavík? Dá para fazer todos os passeios e voltar? Você indica alguma agência que faz os passeios? beijos

    05/04/2015 Responder
    • Luiza Ferrari

      Ana Paula,

      Eu expliquei tudo isso nos vários posts que fiz sobre a Islândia. Tá tudo mastigadinho aqui no blog 🙂

      20/04/2015 Responder
  3. Mariana

    Oi Luiza, tudo bem? Muito bons os textos sobre a islandia!!
    Pergunta, qts dias no total foi a sua viagem para esse roteiro????

    07/01/2015 Responder
  4. Sandra Bicalho

    Luiza….tô apaixonada pela Islândia, em apenas ver seu comentários.
    E você narra tudo tão bem que me sinto lá…..viajo junto com você.
    Parabéns menina..muito sucesso aí em Londres…e saudades…
    bjs…Sandra

    21/03/2013 Responder
  5. Sandra Bicalho

    Luiza..tô apaixonada pela Islândia…só pelos seus comentários.
    Menina..que sonho tá sendo sua vida….cada lugar mais lindo que o outro…bjssssssssss

    21/03/2013 Responder

LEAVE A COMMENT